terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Vampiros e hábitos

Ciniro Nametala - Escrito na madrugada de 22 de Dezembro de 2015 em Medeiros, Minas Gerais.

Como está sua vida hoje? Já parou pra pensar nisso?

Quando digo "hoje" não estou falando do seu humor nesta semana, me refiro ao seu estado emocional atual levando em conta tudo que você tem passado nos últimos tempos. Como está sua vida (segundo você mesmo) quando você encara a sua situação como resultado das ações e decisões que você teve nos últimos quatro ou cinco anos?

Uma das coisas que tenho percebido nos meus últimos anos é que meus sonhos têm se realizado. Não só os meus mas também os sonhos de muitas pessoas com idades próximas a da minha, pessoas que me rodeiam. Todo mundo têm conversado muito sobre o que quer fazer no futuro, planos, tem conversado sobre possibilidades, investimentos, vêem estrada no horizonte. Na verdade, não só isso, tenho percebido um processo muito mais interessante: As pessoas que tem conversado sobre sonhos realizados são as mesmas pessoas que nos últimos tempos tiveram pequenas conquistas, sonhozinhos menores aparentemente sem importância mas que fizeram modificações incríveis.

No início desse ano quando passei pela primeira vez pela porta da frente da UFMG na avenida Catalão, confesso que me perguntei sobre que tipo de desafio me esperava. Da entrada até a sala de aula são 20 minutos a pé, como nunca tive carro, fui refletindo. Fiz isso três vezes por semana, todas as semanas no último ano. Mas naquele dia em específico, até então, apesar de já ter passado por muita coisa e ter tido inúmeras pequenas vitórias, eu por algum motivo não me achava no direito de bater de frente com o desafio. O meu âmago que teima em ser burramente religioso questionava a Santa Luzia se a mim havia sido dado uma tarefa qual não poderia cumprir. "Você é tecnólogo" falaram com os olhos, algumas vezes com palavras. "Você não teve cálculo 3", "Você não estudou em uma universidade de ponta", "Você não se encaixa", "Mas você não fez isso", "não fez aquilo", "te desejo SORTE"... muitas vezes eu mesmo me falei todas essas coisas sem ninguém me falar nada. Infelizmente a gente acaba acreditando. A gente duvida. Mas é tudo mentira se você decidir que será.

Incluindo a mim mesmo na conta, cansei de contar dezenas de almas que se habituaram a duvidar. Gente boa amarrada em corrente de plástico. Gente adestrada a parar de crescer, gente que foi convencida de que não dá, não pode, não rola. Vi conscientemente almas que eram capazes de tudo, mas por viverem ao redor de gente que toliam seus sonhos, simplesmente não conseguiam nada. Algumas não conseguem até hoje, aprenderam a duvidar e agora precisam ser convencidas do contrário, a ordem comum foi invertida. O ciclo vicioso é tão forte que a pessoa cria suas próprias justificativas para não se mexer mais. Já infere que não dá, sem nem testar. Vira uma mãe Dinah do azar prevendo seu próprio futuro estático. E por já "saber" o que vai acontecer no futuro, no presente nada faz, logicamente ela acaba acertando, afinal não levantou a bunda da cadeira em momento nenhum pra mudar nada.

Como professor uma das coisas mais bonitas que você pode fazer é alimentar sonhos. Muitos não pensam assim e, pra mim, minar a crença de um sonho que pode ser realmente alcançado é uma das maiores covardias que se pode fazer a alguém, especialmente se você for bom nisso. Primeiro que a pessoa prejudicada nunca vai entender o que aconteceu (afinal seu sonho nunca será realizado) e, depois, como não percebe o vampiro do lado, continua a andar com ele, vai dando seu sangue de forma homeopática por anos a fio. Identificar vampiros é tarefa difícil mas fundamental pra conseguir as coisas. Vampiros são pessoas pequenas, gente que para se manter grande (do seu próprio ponto de vista) usa como tática fazer esforço para impedir que outros cresçam. E sabe qual motivo leva vampiros a se empenharem nisso ao invés de investir no crescimento próprio? Se empenham nisso pois minar sonhos não exige inteligência, assim acabam cumprindo seu papel.

Para não ser atacado de forma crônica é preciso entender que, antes de tudo, você precisa mudar algo e para isso precisa se mexer pra começar a mudar tudo. Mudanças que vem de coisas pequenas, pequenos hábitos que te levam a pequenas vitórias, que te fazem acreditar que vitórias maiores são possíveis e, depois disso, os sonhos realizam-se. Mas primeiro é preciso fazer alguma coisa, mesmo que minúscula. É simples, veja bem, se você não gosta de algo.. mude então! Se você não gosta do seu trabalho... saia do seu trabalho! Está faltando tempo? Saia do facebook, saia do Whatsapp, pare de ver TV, acorde mais cedo! Você está procurando o amor da sua vida e não encontra? Pare de procurar e vá fazer as coisas que você gosta, provavelmente é  nessa hora que você irá encontrar! Quando for comer, aprecie até a última mordida! Decida mudar qualquer coisa!

A vida, por mais que não pareça, pode ser simples. Ande de bicicleta, jogue bola com os seus filhos, acorde cedo e tome um banho gelado. Comece a abraçar. Abra sua mente, braços e coração pra coisas novas! As pessoas estão unidas antes de tudo nas diferenças, quem sabe uma coisa sua completa o que falta em outro lugar? Viaje com frequência, se coloque em situações em que você não sabe agir direito, entenda que se perder muitas das vezes é o que nos ajuda a se encontrar. Isso é importante pois certas oportunidades só vem uma vez e isso não é clichê de mensagens que sua mãe compartilha no facebook. A vida não é sobre as coisas que você cria para atrair as pessoas e sim, o contrário, é sobre as pessoas que você encontra e as coisas que você cria com elas. Se você não interagir, nada será criado! Então interaja e comece a criar agora!

É um alívio perceber algo tão simples da vida, acho que neste ano ver isso tão claramente foi minha maior conquista individual. É muito bom descobrir que você pode fazer quase tudo que desejar se você resolver passar por cima dos vampiros e maus hábitos que te cercam. As vezes uma caminhada de 20 minutos, três vezes por semana, em meio a um turbilhão de exigências acadêmicas já serve. Pra finalizar queria dizer que sobre o tempo que perdemos fazendo nada pra mudar, muito explica a frase do Antoine de Saint-Exupéry: "O que se leva dessa vida é a vida que se leva e nada mais". Você escolhe a vida que irá levar. Decida agora, no minuto que acabar de ler esse post, que 2016 será o MELHOR ANO DA SUA VIDA! Levante a bunda da cadeira, vá lá e faça isso ser verdade! Mostrar pra todo mundo que dá só depende único e exclusivamente de você. Não acredite no que dizem os vampiros! Pare de pensar em justificativas! Comece pequeno e vá andando um passo de cada vez, uma hora a recompensa chega.



------
Parte das palavras dos parágrafos anteriores eu vi em um vídeo [1]. Misturei com a imagem que ilustra esse post. Fiz isso pois acho que elas tem tudo haver depois de um ano de muito trabalho e grandes sonhos que começam a se realizar.

[1] https://www.youtube.com/watch?v=sOV0X_eWlyg

Obrigado por ler esse texto!
Grande abraço!